Voltar

Juventude e Prevenção da Violência

O que deve ser levado em consideração por gestores no desenho de projetos de prevenção da violência entre jovens? O que podemos aprender com boas práticas? Qual o papel dos municípios na construção de espaços seguros? Estas são algumas das perguntas que as cartilhas do projeto Juventude e Prevenção da Violência – disponibilizadas aqui – pretendem responder, procurando sempre trazer exemplos práticos.

O projeto, uma parceria entre o Ministério da Justiça e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública em conjunto com o Instituto Sou da Paz e Ilanud, produziu um conjunto importante de estudos, indicadores e materiais de formação para tratar da temática.

Apoio a Iniciativas Juvenis

O Instituto Sou da Paz apoia iniciativas juvenis por acreditar no potencial da juventude na transformação da cidade e de suas comunidades. São diversos grupos mobilizados, que através de ações culturais, esportivas e comunitárias fortalecem o tecido social e contribuem com a redução da vulnerabilidade e da violência.

A atuação neste eixo visa ampliar o alcance das ações desenvolvidas por esses grupos por meio de formações, editais de fomento e ações que promovam visibilidade e articulação destas iniciativas.

Paz em Atitude

O projeto Paz em Atitude tem como objetivo desenvolver uma metodologia pedagógica para discutir criticamente com jovens produções culturais que expressem conteúdos ligados à violência. O projeto é realizado na Brasilândia, zona norte de São Paulo, e tem como principal estratégia a realização de oficinas culturais com jovens em escolas públicas.

Este processo pretende inspirar os participantes a questionarem símbolos que reforcem uma cultura da violência, impactando suas produções culturais e incentivando uma atitude proativa na construção de uma cultura de paz em nossa sociedade.

Espaço Criança Esperança

O Espaço Criança Esperança de São Paulo, uma parceria entre Rede Globo, UNESCO, Instituto Sou da Paz e Prefeitura de São Paulo, é desenvolvido no distrito da Brasilândia.

O projeto busca influenciar políticas públicas de prevenção da violência e inclusão social, desenvolvendo e promovendo trocas de tecnologias sociais que contribuam para a construção de planos de vida e que impactem as trajetórias de adolescentes e jovens em situação de extrema vulnerabilidade e risco.

Adolescentes em alta vulnerabilidade: Novas tecnologias para antigos dilemas

Como ajudar um jovem que cometeu ato infracional a repensar o ciclo de violência no qual está inserido? O Sou da Paz acredita que a qualificação dos profissionais que atuam nos serviços de medidas socioeducativas é fundamental para ajudar esses adolescentes a reconstruir seus planos de vida.

Neste projeto uma equipe de técnicos desenvolve novas metodologias de atendimento por meio do acompanhamento individualizado, identificação de oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional e acesso à cultura e lazer.

Família e a rede de proteção

O projeto aposta num modelo de atendimento individualizado às famílias de jovens em conflito com a lei para que elas possam ajuda-los no rompimento do ciclo de violência no qual estão envolvidos.

Está sendo desenvolvido em parceria com a Fundação CASA e com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) em equipamentos que atendem os adolescentes e famílias da Brasilândia, zona norte da capital paulista.

Construindo Pontes

O projeto Construindo Pontes do Instituto Sou da Paz atua em escolas estaduais na Brasilândia com o objetivo de inovar com práticas que possam ajudar a romper os ciclos de violência escolar.

Em conjunto com Professores Mediadores Escolares e Comunitários (PMECs), o Sou da Paz realiza um trabalho intenso com estudantes considerados indisciplinados pelas equipes pedagógicas, além de formações para professores, contribuindo para que consigam reconduzir suas trajetórias escolares.

Fortalecendo a Prestação de Serviços à Comunidade

O projeto Fortalecendo a Prestação de Serviços à Comunidade tem como objetivo o fortalecimento da medida socioeducativa em meio aberto de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) no território da Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia, por meio do suporte a serviços de atendimento às políticas públicas locais e unidades acolhedoras.

O projeto é fruto de diagnósticos feitos a partir da parceria do Sou da Paz com os serviços de atendimento às medidas socioeducativas desta Subprefeitura e de dados produzidos conjuntamente com os agentes de governo da rede de proteção local. São beneficiados pelo projeto profissionais atuantes nas unidades acolhedoras do território Freguesia do Ó/Brasilândia e adolescentes em cumprimento de PSC.